header_PT © 2013 Ines Valsinha. Todos os direitos reservados

aulas de português para imigrantes

“A aprendizagem da língua do país de acolhimento é um requisito fundamental no processo de integração. Quando falam a língua, os imigrantes, podem mais facilmente integrar-se no mercado de trabalho, no sistema escolar ou, de uma forma geral, participar na sociedade que os acolhe.”
in “Monitorizar a integração de imigrantes em Portugal: relatório estatístico decenal” / coord. Catarina Reis Oliveira, Natália Gomes. – (Imigração em Números; 1)

O conhecimento da língua do país de acolhimento é essencial à plena integração dos imigrantes, pois o domínio desse idioma desempenha um papel determinante para a sua capacitação enquanto cidadãos de pleno direito e também na relação com a sua cultura e com as que os rodeiam.

Na Mouraria, o bairro mais multicultural de Lisboa, co-habitam 50 nacionalidades diferentes, com culturas e estilos de vida dispares mas muito ligadas pelo comércio e negócios locais. Sendo a maioria dos imigrantes sediados no bairro da Mouraria de contextos socio-económicos desfavorecidos, é fundamental haver uma oferta formativa de língua portuguesa constante.

Foi o reconhecimento da importância do ensino da língua como veículo de aprendizagem de culturas, de cidadania e instrumento facilitador da integração que motivou a Associação Renovar a Mouraria a realizar,desde 2013, cursos de Português que já chegaram a 413 imigrantes:

  • 7 cursos de português durante os anos 2014 e 2015 através do FEINPT (Fundo Europeu para Integração de Nacionais de Países Terceiros)
  • 1 curso de português no ano 2015 através de uma parceria com o IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional)
  • 3 cursos de português no ano 2017 através do FAMI (Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração)

Aulaspt_Fev017_10 Aulaspt_Fev017_12

logos_pGabCidadania