EnciclopediaMigrantes_015_Feliciano © 2015 renovar a mouraria. Todos os direitos reservados

Enciclopédia dos Migrantes [projecto]

A Enciclopédia dos Migrantes é um projecto artístico (da autoria de Paloma Fernández  Sobrinho) experimental que visa produzir uma enciclopédia reunindo 400 testemunhos de histórias de vida de migrantes. É resultado de um trabalho participativo que nasce no bairro Blosne em Rennes e que reúne uma rede de 8 cidades da costa atlântica da Europa entre a Finisterra bretã e Gilbraltar.

O desafio principal deste projecto é reconhecer o lugar das pessoas migrantes na nossa sociedade e participar de forma concreta no escrever da história e da memória das migrações. Trata-se afinal de tornar tangível, palpável este valor invisível, este património imaterial para o tornar nosso e inscrevê-lo na nossa história comum.

Com vista a alargar esta rede de migrantes que tentam conciliar a sua dupla cultura e enriquecer a recolha com base numa dinâmica de cooperação e de partilha de experiências, a Enciclopédia dos Migrantes apoia-se na mobilização de uma rede de 8 cidades parceiras da costa atlântica situadas entre Brest e Gilbraltar (Brest, Rennes, Nantes, Gijón, Porto, Lisboa, Cádis e Gilbraltar)  e 8 parceiros operacionais (associações, universidades, museus, etc.) em França, Espanha, Portugal e Gibraltar.

O promotor do projecto é a organização francesa L´âge de la tortue (Rennes, França) e os co-organizadores são: Universidade Rovira i Virgili (Tarragona, Espanha); ASI – Associação Solidariedade Internacional (Porto, Portugal); Laboratório PREFics, Universidade de Rennes 2 (Rennes, França); Museu Nacional de História da Imigração (Paris, França); Ministério do Desporto, Cultural, Património e Juventude, HM Government of Gibraltar e as Câmara Municipais das cidades de Brest, Rennes, Nantes, Gijón, Porto, Lisboa, Cádis e Gilbraltar.

Cerca de 15 parceiros à escala europeia reunem-se também neste objectivo colectivo de dar vida a uma obra artística, mas também de clara intervenção social: Associação ABAAFE (Brest, França); Associação MCM (Nantes, França); Associação Tragacanto (Gijón, Espanha); Associação APDHA (Cádis, Espanha); Associação Renovar a Mouraria (Lisboa, Portugal); CREA Universidade de Rennes 2 (Centro de Recursos e Estudos Audiovisuais); FRESH, Filmar a Investigação em Ciências Sociais (Rennes, França); Colectivo de Pesquisa TOPIK (Rennes, França); Universidade de Gilbraltar; Biblioteca Garrison de Gilbraltar; Conferência das Cidades do Arco do Atlântico; Instituto Francês de Lisboa (Portugal); Centro de Arte Contemporânea ECCO (Cádis, Espanha).

Cada cidade parceira será dententora de um exemplar da Enciclopédia dos Migrantes na sua língua e compromete-se a receber publicamente este objecto como património da cidade e a dar vida à Enciclopédia.

Será também editada uma versão online de forma a massificar o acesso a esta fonte de informação único.

O projecto é apoiado pela Comissão Europeia  (programa Erasmus +), Instituto Francês, a cidade de Rennes, Rennes Metrópole, Conselho Geral de Ille – et – Vilaine, Conselho Regional de Bretagne e o Ministério da Cultura e da Comunicação – Direcção Regional dos Assuntos Culturais.

O projecto pode ser acompanhado em: http://www.enciclopedia-dos-migrantes.eu/pt/ e em: https://www.facebook.com/migrantpedia/