Header_Tradi © 2014 renovar a mouraria. Todos os direitos reservados

Percurso: MOURARIA DAS TRADIÇÕES

Sob o olhar majestático do castelo, o casario acotovela-se até ao vale, num labirinto de becos, ruelas, largos e escadinhas que nos fazem lembrar uma medina muçulmana. Nas ruas permanecem pedras foreiras e as velhas portas da cidade medieval. Na diversidade dos topónimos são evocados santos padroeiros, ofícios desaparecidos, famílias aristocratas e caminhos antigos. A primeira residência jesuíta no mundo (o Colégio de Santo Antão-O-Velho), o Recolhimento de São Cristóvão, a casa de balcão de ressalto do Largo da Achada e outros edifícios seculares resistem na Mouraria. Já na Rua do Capelão, a História passa pela casa onde viveu Maria Severa Onofriana, um dos mitos fundadores do Fado, rica em amores e desamores. É ainda no Martim Moniz, principal praça da Mouraria, que em Lisboa convivem e fazem negócio gentes das mais variadas culturas e origens.

Ponto de encontro: Igreja da Senhora da Saúde

>> Informações e reservas aqui.
>> Sobre o projecto aqui.